É isso mesmo, mulher descomplicada! Veja aqui como lidar com o desafio de aumentar a produção de leite materno. E nada de cair no mito do leite fraco. NÃO EXISTE LEITE MATERNO FRACO!

1) Não se estresse

Sabemos que muitas vezes evitar o estresse não é nada fácil, mas faça o possível (e o impossível) para não se estressar. Eventos estressantes podem diminuir ou até mesmo inibir a produção de leite. Peça ajuda se preciso. O apoio familiar é fundamental.

2) Ensine a pega certa ao bebê

A pega correta é fundamental para o sucesso da amamentação. A sucção estimula a produção e ejeção do leite materno. A boa pega ocorre quando o bebê abocanha toda a aréola. O alongamento do mamilo, que pode até triplicar de tamanho, é um sinal de que a pega foi bem feita. Clique aqui e aprenda mais sobre isso.

3) Previna fissuras

Já fizemos um post com dicas para prevenir as tão temidas fissuras. Vale a pena dar uma olhada!

4) Observe o intervalo entre as mamadas

A amamentação deve ser em livre demanda, ou seja, sempre que o bebê quiser! Nada de estipular horários rígidos. Progressivamente o bebê estabelecerá naturalmente intervalos regulares entre as mamadas. Eles costumam mamar a cada 3 horas, ficando em média 15 minutos em cada peito. Procure estimular a duração.

5) Beba bastante líquido

E de preferência ÁGUA! A mãe deve beber água não só durante o dia, mas também na hora em que estiver amamentando.

6) Alimente-se adequadamente

Faça pequenas refeições mais vezes ao dia. Dê preferência aos alimentos ricos em minerais, especialmente cálcio e fósforo. A principal fonte desses nutrientes é o leite e seus derivados, como iogurtes e queijos brancos. Podem também ser encontrados nos cereais integrais. O gergelim é riquíssimo em cálcio e fósforo.

7) Encontre a melhor posição

Há várias possibilidades de posições para amamentar e nós já fizemos um post sobre as melhores. Cabe a você encontrar aquela que te deixa mais confortável e relaxada possível para amamentar. Lembrando que você pode e deve variar.

8) Não deixe o bebê fazer o bico de chupeta

O hábito de chupetar o bico do seio deve ser evitado a todo custo, pois favorece o aparecimento de rachaduras. Para prevenir, estimule o bebê a esvaziar um peito totalmente antes de oferecer o outro.

9) Sempre que possível, dê o peito

Quanto mais você oferecer o peito, mais leite produzirá. Simples assim!

10) Tome remédio somente com orientação médica 

Nada de se automedicar! É verdade que há medicamentos que podem estimular a produção de leite. Mas primeiro devemos adotar outros recursos, como descansar, ficar tranquila e aumentar a ingestão de líquidos, pois todo medicamento tem possíveis efeitos colaterais para a mamãe e o bebê.

 

Fonte: 1) Manual de Aleitamento Materno – FEBRASGO, 2015; 2) Guia prático de amamentação e primeiros cuidados com o bebê – EUROFARMA, 2015; 3) Zugaib Obstetrícia, 2008.