A vacinação contra o HPV é considerada segura e eficaz e tem suas indicações precisas em bula. No entanto, algumas situações podem gerar confusão e dúvidas.

Fique atenta, estas podem ser suas dúvidas também.

  • Se eu já apresentei um preventivo alterado, posso tomar a vacina?

SIM, a vacinação é recomendada  mesmo sem saber qual tipo de HPV provocou esta alteração em seu exame. É possível contrair infecção por qualquer um dos 40 tipos de HPV genital de alto ou baixo risco. Porém a infecção concomitante com todos os vírus presentes na vacina é improvável, e a vacinação proporcionará proteção contra a infecção ainda não contraída.

  • Já tratei verrugas genitais. Ainda posso tomar a vacina?

SIM, a vacinação não terá efeito terapêutico sobre as verrugas ou sobre a infecção por HPV já existentes. Porém, da mesma maneira irá conferir proteção contra os tipos de HPV ainda não contraídos.

  • Pessoas imunocomprometidas (com problemas de imunidade) podem tomar a vacina?

SIM, a vacina não possui vírus vivo, então pode ser administrada em quem é imunocomprometido. Entretanto, a resposta e a eficácia podem ser menores.

  • Estou amamentando. Posso tomar a vacina?

SIM, a amamentação não contraindica nem o início do esquema vacinal, nem a sua conclusão para aquelas mulheres que já começaram o esquema vacinal no início da gestação.

  • Estou grávida. E agora? Posso manter a vacinação?

A recomendação é que o início da série de vacinas seja protelado até o término da gestação. Se for identificado que a mulher está grávida após ter iniciado o esquema vacinal, a conclusão das vacinas deve ser feita após o parto.

Espero ter ajudado! Até breve com novos posts fresquinhos e exclusivos para você!

Fontes: (1)Apgar, Barbara. Colposcopia Princípios e Prática. SOGIMIG, (2) Manual de Ginecologia e Obstetrícia