Oi meninas! Já não é segredo que a Organização Mundial da Saúde recomenda a amamentação exclusiva para todos os recém-nascidos nos primeiros 6 meses de vida e a amamentação parcial, com a inclusão de outros alimentos, até pelo menos 2 anos de idade.

Porém existem alguns casos em que a amamentação não deve ocorrer.

São poucas as contraindicações à amamentação:

  1. Mulheres portadoras do vírus da imunodeficiência humana (HIV), pois o vírus passa pelo leite materno e pode infectar o bebê;
  2. Mulheres com infecção conhecida pelo citomegalovírus;
  3. Mulheres com hepatite B crônica;
  4. Mulheres com lesões na mama ativas(com ferida) causadas pelo vírus herpes simples;
  5. Usuárias de drogas ilícitas como cocaína, heróina, anfetaminas, entre outras;
  6. Recém-nascidos portadores de galactosemia, um erro inato do metabolismo que o torna incapaz de metabolizar a galactose, um componente da lactose do leite materno, que quando acumulada leva a sérias consequências, como alterações no fígado, catarata e retardo mental…

Eu sei que só de imaginar aqueles olhinhos que parecem estar pedindo por um mamá já dá um aperto no coração. Mas são casos raros e específicos que fazem toda a diferença quando a intenção é a proteção e saúde do baby!

image

Fonte: 1) Williams Obstetrícia, 20.ed., 2011; 2) Zugaib Obstetrícia, 1.ed., 2008