Nós sabemos que o melhor alimento para o bebê até os 6 meses é o leite da mamãe de forma exclusiva e que o ideal é manter o aleitamento até os 2 anos. Masssss, intercorrências podem surgir nessa caminhada, e você pensa: ” Por que eu?”, e ainda fica se julgando, pois pode parecer que só você que está penando para alimentar seu filhote!  Hoje vamos falar quais são os problemas mais comuns na amamentação:

  1. Mamilos invertidos: eles dificultam sim a pega correta do bebê, mas não é impossível de amamentar com eles;
  2. Dificuldade para amamentar: e aqui entra o pós parto imediato porque o leite pode demorar um pouquinho para descer, a inexperiência, a ansiedade, o medo do momento e o cansaço;
  3. Lesões mamilares: comuns, dolorosas e pelo ferimento porta de entrada para as bactérias causadoras da mastite. Em geral acontece pela pega incorreta, por uso de cremes e óleos, mamilos curtos/invertidos ou sucção não nutritiva;
  4. Ingurgitamento da mama: o leite “empedrado”, incomoda muito e a criança não consegue fazer a pega certinha, porque o mamilo fica muito esticado;
  5. Produção insuficiente: existem as causas reais, onde por alguns motivos a produção de leite é pequena (isso existe sim) mas também aquelas percebidas somente pela mãe, geralmente por insegurança;
  6. Lombalgia: a dor nas costas geralmente pega as mamães de jeito, em geral por uma posição incorreta na hora de dar o mama;
  7. Candidíase mamilar: o “sapinho”, causa coceira, agulhadas, queimação, vermelhidão. É transmitido pelo bebê e por isso na boquinha dele também deve estar presente;
  8. Bebê dorme mamando: acontece nos bebês que são só naturalmente dorminhocos mas também em algumas outra situações, como no prematuro ou no bebê que está usando chá, água ou outro leite junto com o leite materno.

Mamães, esses são só alguns probleminhas que podem surgir, existem tantos …

Mas não deixe se abater! Uma grande parte deles se resolve com orientação adequada de profissionais capacitados e medidas simples, por isso, peça ajuda, informe-se e não se sinta triste ou culpada se você encontrar obstáculos. Procure seu médico caso tenha dificuldades e dúvidas, ele vai te orientar e avaliar qual a melhor conduta no seu caso!

Bjinhos…. Até próxima!!!

Fonte: Manual Aleitamento Materno Febrasgo-2010