Quem realmente precisa fazer este exame e para serve?

A densitometria óssea é um exame radiográfico não invasivo, rápido e indolor utilizado para medir a densidade mineral óssea e que permite diagnosticar a OSTEOPOROSE, uma doença que atinge principalmente os idosos e aumenta o risco de fraturas por fragilidade óssea.

A osteoporose é a doença óssea crônica mais comum nos seres humanos e depende tanto de fatores genéticos como ambientais. Mulheres com idade avançada, brancas, orientais, com baixo peso, menopausa precoce, sedentárias, tabagistas, que ingerem poucos alimentos ricos em cálcio, com história anterior de fraturas ou história familiar de fratura em parente de primeiro grau têm mais chance de apresentarem osteoporose. Por isso mulherada, nada de fumar e bora manter o corpinho em movimento!!!

Consensos internacionais recomendam a realização da densitometria óssea para todas as mulheres com 65 anos ou mais e homens com 70 anos ou mais.

Em mulheres na pós menopausa, porém com idade inferior a 65 anos, é recomendada a realização do exame se houver fatores de risco para fraturas por fragilidade óssea como histórico pessoal de fratura por fragilidade, histórico familiar de fratura de quadril, IMC (índice de massa corporal) menor que 21 (para calcular o seu IMC você deve dividir o seu peso pela sua altura multiplicada por ela mesma), tabagismo atual, artrite reumatóide, alcoolismo ou presença de causas médicas de perda óssea como o uso de corticóides ou hiperparatireoidismo.

Fonte: 1) Baccaro, LFC; Paiva, LC; Pinto Neto, AM. Osteoporose. Rev Bras Med; 71(3)mar. 2014. 2) Pinheiro, MM. Osteoporose: como diagnosticar e tratar. Rev Bras Med; 2008.