Olá meninas, tudo bem? Hoje vamos falar um pouquinho mais sobre um assunto que tem tudo a ver com esse clima gostoso do verão, sol, praia… a vitamina D!

Vocês sabem o que é a vitamina D e qual sua importância? 

A vitamina D é pré-hormônio na verdade, e não uma simples vitamina. É sintetizada pela pele e tem um papel fundamental no auxílio da absorção do cálcio no intestino e rins e na formação óssea. Sua deficiência está associada a uma variedade de doenças metabólicas crônicas, entre elas a obesidade, diabetes melitos, doenças cardiovasculares e a “ tal” osteoporose, tão presente nas mulheres na menopausa (falaremos mais sobre esse assunto em outro post). Baixos níveis de vitamina D estão associados a altas concentrações de marcadores inflamatórios, o que diminui a imunidade e também a maior propensão ao declínio cognitivo e maior chance de depressão. Vejam só, até nessa questão a vitamina D é importante!

Alguns estudiosos também levantam a hipótese de que a deficiência de vitamina D pode estar relacionada com maior risco para determinados cânceres, como por exemplo o câncer de mama (principalmente o estrogênio-dependente).

Quais são os níveis séricos adequados da vitamina D?

Os estudos atuais demonstram que devemos manter os níveis séricos da vitamina D igual ou acima de 30ng/dl (unidade de medida geralmente utilizada pelos laboratórios clínicos). Considera-se insuficiência de vitamina D quando os níveis encontram-se abaixo de 10ng/dl, colocando em risco a saúde e deficiência quando os níveis estão entre 10-20 ng/dl.

Quando o nível sérico encontra-se entre 20 -30 ng/dl considera-se uma deficiência leve, em que o metabolismo ósseo está funcionante, porém não 100%.

Como podemos manter o nível sérico adequado da vitamina D?

A exposição com moderação ao sol é a principal forma de revertermos isso. É claro que temos que cuidar com o sol, afinal de contas, sabemos que uma exposição excessiva ao sol é o maior risco para o desenvolvimento do câncer de pele.

Portanto essa exposição ao sol deve ser feita com a pele exposta diretamente ao sol, antes das 10:00h e após às 17:00h, sem o uso de protetor solar e por 15 minutos ao dia.

Como fazer a suplementação da vitamina D?

Como muitas vez nosso estilo de vida não nos permite tomar banho de sol, saímos de casa antes do sol nascer e voltamos após o sol se pôr e na maioria das vezes trabalhamos em locais fechados, precisamos muitas vezes suplementar a vitamina D.

A ingestão diária de vitamina D por adultos na faixa de 4.000 a 8.000 UI (unidades internacionais) é necessária para manter os níveis sanguíneos suficientes de metabólitos da vitamina D e ficarmos saudáveis.

Bom, acredito que conseguimos “descomplicar” um pouco a tal famosa vitamina D, não é?!! Para saber mais sobre esse assunto, agende uma consulta com seu/sua ginecologista.