A Toxina Botulinica (popularmente conhecido como Botox® – que é uma das Marcas de toxina botulínica comercializado no Brasil) vem se tornando cada vez mais popular no Brasil e no mundo. Afinal de contas, quem não gostaria de ficar com aquele ar descansado e livre de rugas?

No entanto, muitas pessoas ainda têm medo, por acreditar que os resultados são artificiais, o famoso ‘cara congelada’. Pessoal, isso é coisa do passado!

Atualmente possuímos no Brasil 5 marcas de Toxina Botulínica com autorização para serem comercializadas (são elas: Botox®, Dysport®, Botulift®, Prosigne®, Xeomin®). Cada uma possui sua particularidade… (ser mais ou menos pura, com mais ou menos proteínas, com maior ou menor área de ação, país de origem, tempo de duração… e logicamente, preço!)

A Toxina é uma substância produzida por bactérias que após isolada e purificada pode ter diversas aplicações médicas. Atualmente pode ser usada na prática dermatológica para corrigir assimetrias faciais, melhorar linhas de expressão (saí de mim ruga!) e tratar o suor excessivo, entre outras indicações que devem ser individualizadas.

Após a aplicação da Toxina, podem ocorrer pequenos hematomas nos locais de aplicação, que geralmente desaparecem em alguns dias. O efeito inicia-se geralmente após 2 ou 3 dias, e tem duração variável dependo de cada pessoa, mas em média 4 a 6 meses. Aconselha-se respeitar o tempo entre as aplicações para evitar atrofias musculares e formação de resposta imunológica do organismo ao produto, o que pode fazer com que o efeito diminua a longo prazo.

Não existe uma idade limite para começar a fazer o procedimento. Lembrando, que quanto mais tarde, menor a chance de conseguir minimizar as linhas de expressão, que já estarão mais profundas e marcadas. Cada caso deve ser individualizado e discutido com seu Dermatologista ou Cirurgião Plástico.

É um procedimento que deve ser realizado em consultório médico, e que requer alguns cuidados para alcançar os efeitos desejados (e também evitar os indesejados!).  A toxina é um produto extremamente sensível e requer armazenamento e diluição de forma apropriada, em temperatura controlada, com as devidas medidas de precaução para evitar infecções.

Portanto, deve-se tomar muito cuidado – muitas vezes o barato pode sair caro. São necessários anos de estudo da anatomia da face para garantir que a aplicação seja realizada no músculo correto. Caso contrário, surgem as famosas sobrancelhas ‘diabólicas’, queda das pálpebras, assimetrias na boca e nas bochechas e até um inchaço e acentuação das bolsas ao redor dos olhos. Procure realizar o procedimento com um médico treinado, preferencialmente Dermatologista ou Cirurgião Plástico devidamente habilitado pelas Sociedades Brasileiras de Dermatologia e Cirurgia Plástica.

Para garantir que seu médico é credenciado confira clicando nesse link. Basta digitar o nome do médico e clicar sobre ele. A especialidade devidamente registrada deve aparecer no campo ‘Especialidade’.

Consulte seu médico e esclareça suas dúvidas sempre!