Olá Girls, hoje iremos descomplicar mais um método anticoncepcional: o diafragma! Já é bastante antigo, ficou por um tempo esquecido e atualmente tem despertado o interesse de muitas mulheres, principalmente por se tratar de um método não hormonal.

O diafragma tem a forma de um anel flexível envolvido por uma borracha fina, que cobre o colo uterino impedindo a entrada dos espermatozoides no útero. Existem vários tamanhos de diafragma e para saber qual comprar é necessário procurar um ginecologista para que ele indique o tamanho certo para você. Após adquirir o produto treine a colocação algumas vezes antes de realmente utilizar como prevenção da gestação.

diafragma

Para haver o funcionamento correto do diafragma, a mulher deve colocá-lo dentro da vagina cerca de 15 a 30 minutos antes da relação, e retirá-lo 12 horas após o ato sexual. Para colocação do diafragma, em primeiro lugar esvazie a bexiga e lave bem as mãos, após escolha a posição mais confortável para introdução (agachada, em pé, deitada), aperte as bordas do diafragma entre os dedos polegar e indicador, introduza o diafragma no canal vaginal com a parte abaulada virada pra baixo e vá empurrando até o fundo da vagina e com o dedo indicador ou do meio, empurre o diafragma até que ele se abra no final da vagina.

Será necessário fazer nova medida para usar o diafragma de tamanho certo caso tiver parto, aborto ou cirurgia ginecológica, perder ou ganhar 10 kg, visto que nessas condições o colo do útero pode modificar seu tamanho.

A grande desvantagem desse método é a chance de falha, que pode chegar a 10%. Por se tratar de um procedimento de barreira e não hormonal, não possui efeitos colaterais e ainda apresenta uma grande vantagem: a redução do risco de câncer de colo do útero. Pode-se usar em conjunto com o espermicida desta forma proporcionando uma maior eficácia, ou seja, diminuindo a taxa da falha.

O perfil da mulher que pode optar pelo diafragma como método anticoncepcional: mulheres que já tiveram relações sexuais e não possuam infecção genitais ou urinárias atualmente, que tenham alguma contra-indicação a métodos hormonais ou até mesmo por opção e não tenham dificuldade em manipular sua vagina. Mulheres virgens, alérgicas a látex ou que tenham problema no colo do útero não podem usar o diafragma.

Então é isso, mais um método anticoncepcional que nós mulheres temos como opção. Até a próxima.