Apareceu um cisto na ecografia??? Calma, vamos saber um pouquinho sobre os cistos ovarianos!!!

Cistos de ovários são alterações muito comuns encontradas nas ecografias transvaginais. Na grande maioria das vezes são cistos que normalmente estão presentes nos ovários durante um um ciclo ovulatório normal, na primeira metade do ciclo ocorrem “cistos foliculares” em crescimento e na segunda metade cistos de corpo lúteo.

Porém os cistos fisiológicos são os que produzem mais sintomas e os cistos malignos geralmente permanecem silenciosos até se tornarem intratáveis.

Os cistos fisiológicos (naturais) podem chegar a medir até 6cm e cerca de 60% regridem em até 3 meses. Cistos maiores ou que não regridem tem indicação de tratamento cirúrgico. Cistos hemorrágicos e de corpo lúteo normalmente são os maiores causadores de dor pélvica aguda, normalmente não é necessário cirurgia, a não ser que haja suspeita de grande quantidade de sangramento.

cisto

cisto ovariano

Ovários com vários microcistos podem estar relacionadas à Síndrome do Ovário Policístico, doença que pode ser associada à obesidade, aumento de pelos no corpo, irregularidade menstrual, predisposição a diabetes e infertilidade.

Endometriomas são cistos ovarianos causados pela endometriose, doença que causa dor pélvica crônica, dor profunda durante a relação sexual e infertilidade.

Dentre os tumores benignos ovarianos (são cistos com componentes sólidos junto) os mais comum são cistoadenomas e os teratomas ou cisto dermóide, normalmente são assintomáticos e o tratamento de ambos é cirúrgico.

Tumores malignos do ovário são raros, cerca de 0,3 a 4,7%, mas pode chegar até 7% quando existe histórico da doença em parentes de primeiro grau.

Por isso, se em sua ecografia transvaginal aparecer um cisto, sem desespero! Converse com seu médico, e se tranquilize!

Fonte: Manual de Ginecologia e Obstetricia SOGIMIG