“Um dente para cada filho!” Quem conhece este ditado popular?? Ele pode, sim, ser verdade, se você deixar de lado sua saúde bucal! Mas nós vamos descomplicar isso, e esperamos que isto não seja verdade para você!

Manter um estilo de vida saudável, incluindo cuidados com seus dentes, é essencial para a mulher que está grávida ou tentando engravidar. Aliás… Vamos combinar que é essencial para todo mundo!

Mas durante a gravidez, a consulta com o dentista pode ser realizada. O ideal, inclusive, é que ela seja realizada antes mesmo de engravidar. Por que não realizar uma revisão com seu dentista no planejamento familiar?! Assim você evitará desgastes e problemas durante a gestação!

Porém, vale lembrar que a gravidez não impede seus cuidados bucais! É importante apenas que seu dentista esteja ciente das alterações funcionais e fisiológicas da gestação; e é claro, que seu obstetra esteja ciente dos procedimentos a serem realizados.

A gravidez é dividida em três períodos, compostos de três meses cada um: 1º, 2º e 3º trimestres. Para casos de procedimentos odontológicos, deve-se tentar evitar o primeiro trimestre, onde acontece o período de formação do bebê. O segundo trimestre é a melhor época para atendimento das gestantes! A barriga ainda não está tão grande e seu bebê já está formado (mas lembre-se: isto não quer dizer que ele já está pronto para nascer!!) No terceiro trimestre, durante o atendimento, pode acontecer uma “síndrome de hipotensão supina” (traduzindo: sua pressão pode “cair” demais, por você ficar muito tempo de barriga para cima); afinal, nesta altura do campeonato você já deve estar com um baita barrigão (lindão, diga-se de passagem).

Assim sendo, o primeiro e terceiro trimestres devem ser direcionados ao cuidado agudo e emergencial (quando não dá pra esperar). A falta de cuidado com a saúde bucal, pode inclusive desencadear um parto prematuro (ou seja, antes do tempo). Sentiu a importância dos cuidados?

Nada impede que seu dentista resolva de forma conservadora e rápida, seu problema emergencial; lembrando, claro, de dar continuidade ao tratamento depois que seu bebê nascer…realizando assim o tratamento definitivo, quando necessário.
Aliás… depois do parto, é válido uma consulta para continuar cuidando dos seus dentes. E você já pode aproveitar e marcar uma consulta com o dentista para o seu bebê! Sim, eu sei que você deve estar pensando: “Mas ele nem tem dentes ainda!!” A saúde bucal não se encontra apenas nos dentes, e orientações de um profissional qualificado são de grande importância.

Fonte: (1)Stomatos, v.14, n.26, jan./jun. 2008; (2) Montes Claros, v.7, n.1 – jan./jun. 2005