Você está grávida! Seu marido trabalha; e só nos seus sonhos de princesa é que há um motorista particular a sua espera! Nisso, você se depara com mil voltas e coisas a serem resolvidas, e lógico, fora de casa.

Nesse momento você dá aquela olhada: para você, para a barriga e para o carro parado na garagem; aí se pergunta: Grávida pode dirigir?

Pode! Grávida pode sim dirigir! Não há nenhuma regra que diga que não, mas alguns cuidados (e bom senso) são válidos:

  • Na gestação, é natural você ficar um pouco mais “desligada”! Por isso, atenção triplicada quando estiver na direção, por favor! Além do mais, evite dirigir quando com sintomas. Se estiver tendo contrações, por exemplo, pare o carro e peça por ajuda (ligue para o marido, amiga, vizinho…ou pegue um táxi);
  • Evite longos períodos de jejum…afinal, o jejum prolongado pode levar a mal estar (tontura, sonolência, desatenção);
  • A partir do terceiro trimestre você já sente bem a movimentação do bebê, isto pode tirar sua atenção no volante. Cuidado!
  • No final da gravidez, a barrigão lindão já está mais do que evidente, e acaba por ficar muito próximo do volante. Com isso, qualquer batida ou freada brusca pode ocasionar riscos;
  • Não esqueça o cinto de segurança! E fique atenta com a maneira correta de utilizá-lo na gravidez.

3PTS

  • A faixa superior do cinto de segurança deve passar no meio do ombro (1). Depois entre os seios e ficar ao lado do abdome, nunca sobre ele (2);
  • A faixa inferior do cinto deve ser encaixada abaixo da barriga, na região superior das coxas (3);
  • Em carros com airbag (o que é ótimo!), deve-se afastar o banco o máximo possível para trás, até o limite que permita o perfeito contato com o volante e com os pedais, quando na direção (4).

Atenção e bom senso são fundamentais antes de pegar o volante. Na dúvida, converse com seu obstetra; ele orientará você!

FONTE: ADURA, Flávio Emir; MONTAL, José Heverardo da Costa  and  SABBAG, Alberto Francisco. Usodo cinto de segurança durante a gravidez. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2004, vol.50, n.1, pp. 14-14. ISSN 1806-9282.