Mulheres descomplicadas, o assunto que vamos falar causa muito desconforto para nossas gestantes e é muito comum: hemorróidas na gravidez!

As hemorróidas são varizes na região do reto que variam do tamanho e podem estar dentro do reto (hemorroidas internas) ou aparecer através do ânus (hemorróidas externas).

Se você tinha hemorróidas antes da gravidez, pode haver uma facilidade delas surgirem durante o período gestacional, pois a própria gravidez, devido à alteração circulatória, a dificuldade de retorno venoso e aumento da pressão sobre a região perianal, à medida que os meses vão passando, é um fator de risco para o aparecimento dessas varizes.

Entre os sintomas dessa doença, podemos citar dor e ardor na região anal, principalmente ao evacuar, andar ou sentar; coceira no ânus; sangramento vermelho vivo nas fezes ou no papel higiênico e saliências ou “bolinhas” no ânus, no caso das hemorróidas externas.

Outros fatores de risco para seu aparecimento, são a “prisão de ventre” – o principal fator de risco e muito comum na gestação pela lentidão do trânsito intestinal que ocorre naturalmente durante a gravidez – e a obesidade.

Portanto, ajudar seu corpo a funcionar bem, não adiando as idas ao banheiro ou passando tempo demais sentada no vaso sanitário (apesar da vontade de aproveitar para relaxar ou finalmente arranjar tempo de dar uma olhada na revista! Hehehe).

Outras dicas são:

  • Dieta rica em fibras (com alimentos integrais, feijão, frutas e verduras) – cerca de 20 a

30 g/dia;

  • Beber bastante água (no mínimo 2l de água ao dia, pois o líquido é fundamental para deixar as fezes mais pastosas e o hábito intestinal regular);
  • Fazer atividade física moderada com regularidade, mesmo que você só tenha tempo para uma rápida caminhada. Exercícios para os músculos da região vaginal e pélvica também ajudam.
  • Usar cautelosamente papéis higiênicos; sendo que a manutenção da região anal limpa e seca com sabonetes específicos com ph apropriado para higienização é fundamental para evitar quadros de infecção que pioram ainda mais os sintomas.

Muitas vezes é necessário o uso de flebotônicos (medicamentos que contém extratos de plantas com ação de melhorar o tônus venoso, melhorando assim a drenagem linfática e sanguínea da região anal) para controle dos sintomas e evitar ou retardar a indicação de cirurgias. Além de tratamentos locais com supositórios e pomadas específicos.

Agora uma boa notícia… na grande parte dos casos, as hemorróidas costumam diminuir ou desaparecer após o parto.

Bom, era isso “gestantes descomplicadas”!

Beijos e até mais…

FONTE: Phlebotonics for haemorrhoids. Cochrane Database Syst Rev. 2012;8:CD004322