Muitas de vocês já devem ter ouvido falar no Microagulhamento, não é mesmo? (Se não, miga, se atualiza por favor que esse é quente!).

O microagulhamento ou Dermaroller vem fazendo sucesso nas redes sociais das celebridades, que divulgam fotos do antes, depois e até mesmo vídeos do procedimento (menos né!).

Microagulhamento - Celebridades

Mas e você sabe o que é? Pra quê serve? Do que se alimenta (kkkkk)? Se interessou?

Vem comigo.

O microagulhamento ou a indução percutânea de colágeno por agulhas (IPCA) é uma técnica desenvolvida por dermatologistas para tratar diversas situações, dentre as principais, o Melasma, as Cicatrizes de Acne e as Estrias.

Trata-se de um dispositivo cilíndrico composto por pequenas agulhas que causam microperfurações na pele. Ao causar essas microperfurações, temos o desenvolvimento de um processo inflamatório no local e esse processo é capaz de estimular os fibroblastos, que são células responsáveis pela produção de colágeno. E colágeno todo mundo gosta, né?

Com a idade, nosso organismo vai perdendo a capacidade de produção e manutenção do colágeno, que é um dos principais envolvidos na firmeza e sustentação da pele. Dessa forma surgem a flacidez, perda do brilho e maior formação de rugas e linhas de expressão. Portanto, estimular a formação de novo colágeno é uma ótima maneira de prolongar a jovialidade e retardar os sinais de envelhecimento da pele. Uma outra característica importante é que, ao causar as microperfurações, aumenta-se a permeabilidade da pele aos cosméticos que podem ser aplicados logo após o procedimento, resultando numa maior eficácia dos mesmos.

Dessa forma, é possível a redução da pigmentação de manchas, especialmente do melasma, tratamento de estrias e melhora da textura da pele devido ao novo colágeno formado.

Inicialmente, deve-se escolher um profissional devidamente habilitado e com treinamento para realizar o procedimento. É um rolo de agulhas perfurando sua cútis querida, não vai deixar na mão de qualquer um porfavor!

dermaroller

Dermaroller

A pele deve ser higienizada, anestesiada e o aparelho utilizado deve ser esterilizado (e aberto na sua frente!) e descartado após o uso. De acordo com a necessidade, são utilizadas agulhas de diferentes tamanhos: para lesões superficiais, agulhas menores; para lesões profundas como cicatrizes, agulhas mais longas.

Após o procedimento, é esperado inchaço de leve a moderado, dependendo da profundidade que se desejou atingir, bem como vermelhidão, que também varia de acordo com a intensidade da aplicação. A recuperação costuma ser rápida, após alguns dias. Assim, devido aos riscos inerentes do procedimento, o microagulhamento deve ser feito preferencialmente por médicos dermatologistas, ou ainda, cirurgiões plásticos especializados na técnica.

Cuide da sua pele com carinho, e principalmente, com segurança!

Foto da capa: Kim Kardashian/ Luciana Gimenez (em suas redes sociais) – montagem por http://garotatecontotudo.com.br.