Após o nascimento do bebê, e esperado o tempo confortável, o casal decide voltar a sua vida sexual. Vamos a estreia! Pode não ser tudo como planejado e esperado. E vem aquela dúvida, será que já não sou a mesma mulher? Porque está diferente?

Esse é um assunto que aflige muitas mulheres e como no mundo digital vende-se uma ideia de que a maternidade é só alegria, a grande maioria não se sente confortável em esclarecer dúvidas quando o tema é sexo no puerpério (pós parto). Sabemos que muitos fatores podem interferir nesse período, como cansaço, medo, falta de sono, mudança da rotina… porém não é só isso que pode atrapalhar.

Sabe-se que após o nascimento do bebê a mulher fica com deficiência de estrogênio (aquele hormônio que está causando pânico nas mulheres pelas notícias de relação com trombose, leia sobre isso aqui), essa queda é rápida e podem demorar meses para se recuperar, porque a volta da ovulação pode não ser tão rápida, e ainda mais, quando a mulher está amamentando a liberação de outro hormônio chamado prolactina também irá inibir a produção do estrogênio pelos ovários. Tudo isso junto pode levar a vagina ficar atrófica (seca), o mesmo que acontece na menopausa (leia mais aqui). Estima-se que 7 a cada 10 mulheres ficam com os sintomas de atrofia vaginal quando estão amamentando. Os sintomas relacionados são:

  • Vagina seca;
  • Sensação de ardor, queimação e irritação;
  • Coceira;
  • Dor na relação sexual;
  • Corrimento com odor fétido e sangramento vaginal (não tão frequente).

Nossa!!! Terrível, não? Mas como achamos um dos problemas, vamos resolvê-lo.

Existem atualmente substancias não hormonais que podem ser utilizadas durante esse período, os lubrificantes comuns e os hidratantes vaginais (gente, não é igual hidratante que usamos na pele, na vagina temos outro tipo de tecido). Lubrificantes são usados no momento da relação sexual pois tem ação temporária, já os hidratantes serão usados 2 a 3 vezes na semana para melhorar a mucosa vaginal.

Ainda com duvidas sobre esse assunto? Procure seu médico de confiança.