Estas verrugas, também chamadas de condilomas são consideradas uma DST (doença sexualmente transmissível) causadas em mais de 90% dos casos pelo HPV tipos 6 e 11.

Como assim? Quer dizer que eu tenho uma DST? Quer dizer que eu tenho esse vírus que causa o câncer de colo do útero?

Sim e não, vamos explicar melhor.

A infecção pelo HPV é considerada a DST viral mais comum na população sexualmente ativa. Estima-se que no mundo existam cerca de 20 milhões de novos casos de verruga genital diagnosticados. No entanto em cerca de 5% dos casos outras formas de contaminação podem ocorrer, como contato com mãos, toalhas, roupas ou objetos, desde que haja presença de secreção com vírus vivo em pele e/ou mucosa com lesão.

Tá, entendi… Mas e o vírus? E o câncer?

Vamos lá… as verrugas são causadas principalmente pelos HPVs tipo 6 e 11 que possuem um baixo risco de levarem ao aparecimento de câncer. Porém, do mesmo modo que você contraiu estes tipos de HPV, você poderá também ter adquirido outros tipos de HPV (16 e 18, por exemplo) que aí sim podem levar ao câncer de colo uterino.

E agora? Como vou saber? O que tenho que fazer?

Fique tranquila. Há maneiras de tratar as suas verrugas (tema de outro post), fazer alguns exames e continuar seu seguimento com o exame preventivo.

Referencia: (1)FEBRASGO – Manual de Orientação em Trato Genital Inferior e Colposcopia; (2) Apgar, Barbara – Colposcopia, Princípios e Prática.